Google+

O que você deve saber ao produzir um vídeo institucional para a sua empresa

A matéria 10 coisas para serem consideradas ao produzir um vídeo para a sua empresa, escrita pelo experiente Christopher Stasiuk, apresenta informações imprescindíveis ao cliente sobre o que deve ser levando em consideração, na hora de escolher uma empresa de vídeo institucional.

Leia a matéria completa traduzida para o português:

O vídeo é um meio poderoso para promover o seu negócio on-line. Bem feito, ele pode direcionar o tráfego para seu site, aumentar seus rankings de busca e servir como um “vendedor” para o seu negócio.

Nos últimos quatro anos, trabalhei em mais de 100 projetos de vídeo. A pergunta mais frequente nesse meio é: “quanto custa um vídeo?”. Por minha experiência e pelo que outras empresas do setor constaram, estes são os 10 fatores mais importantes a serem considerados:

1. Experiência. A experiência dos profissionais-chave envolvidos (diretor, diretor de fotografia e editor) são sem dúvida o fator mais importante a ser considerado ao se produzir um vídeo. Você pode medir a experiência dos profissionais envolvidos, verificando o reel ou portfólio desses profissionais. Se eles não têm amostras de trabalho on-line, você deve pensar duas vezes antes de contratá-los.

2. Criatividade. Cada vídeo deve ser realizado com o propósito de “vender” a sua empresa. Pouco importa se o profissional de criação é seu ou se você contratou alguém de marketing para ajudá-lo, um plano deve ser criado. Desenvolvimento do conceito, roteiro e storyboard são essenciais. Mesmo que o seu vídeo tenha um estilo documental improvisado, mesmo assim, um plano deve ser criado.

3. Talentos. Uma coisa determinante durante o processo criativo é se o vídeo contará com funcionários reais ou com atores profissionais. Um profissional especializado pode aumentar o impacto do seu vídeo, mas é um dos itens mais caros em uma produção.

4. Planejamento. Com o conceito do seu vídeo em andamento, é necessário estabelecer um plano de execução – criar orçamentos, cronogramas, selecionar profissionais, equipamentos e locações…

5. Localização. O seu vídeo será filmado em sua empresa, em um estúdio ou em locais de terceiros? Filmar em sua empresa é “gratuito”, já alugar um estúdio pode aumentar o custo da produção, dependendo do estúdio. Locais adicionais, mesmo que “de graça”, vão aumentar o tempo da produção – e tempo é dinheiro.

6. Equipe. Apesar de muitos vídeos corporativos poderem ser filmados com um grupo pequeno de pessoas, produções maiores exigem necessariamente uma equipe maior – assistentes de produção, engenheiros de som, técnicos de iluminação, cabeleireiros e maquiadores, entre outros. Esses profissionais viabilizam a produção de vídeos maiores, mas também aumentam o custo final da produção.

7. Câmera. A câmera utilizada em sua produção pode fazer enorme diferença na qualidade do seu vídeo e será muitas vezes um custo extra… Contudo, se o seu vídeo está sendo realizado para a web, uma câmera DSLR com um bom jogo de lentes (e um cameraman competente) pode dar conta do recado.

8. Equipamentos especiais. As pequenas produções geralmente podem ser executadas com uma câmera, microfone, algumas luzes e um tripé, mas à medida que aumentar a complexidade de sua produção pode ser necessário agregar mais equipamento ao projeto, como um travelling/dolly, gruas, equipamento de som especial ou luzes adicionais. Estes itens provavelmente terão que ser alugados e, certamente, aumentarão o custo da produção.

9 . A pós-produção. Esta é a fase quando o material bruto é magicamente transformado em um vídeo polido pronto para o seu público final. Em primeiro lugar, é necessário considerar quanto tempo a edição vai demorar e, em seguida, considerar todos os pequenos extras. Coisas como letterings, motion graphics, mixagem sonora e correção de cor adicionam um toque especial ao seu vídeo e também ao seu custo final. Devem ser considerados também encargos adicionais para serviços diversos como renderização, codificação e exportação final.

Para entender exatamente o que está incluído no seu vídeo, peça uma discriminação clara dos serviços de pós-produção em seu orçamento. Você também deve perguntar sobre a política de modificação/reedição do vídeo e conhecer exatamente como o vídeo será entregue para você.

10. Sinos e assobios. Você vai precisar de dublagens profissionais, guarda-roupa ou definir locações? E sobre licenças especiais, chroma key (fundo verde) ou imagens de arquivo? Talvez você precise de animação ou de trilha sonora original? A questão é que existem dezenas de itens que podem ser adicionados a uma produção de vídeo. Quanto mais serviços e profissionais agregados, maior será o valor final.

(…)

Ao final do dia, ao responder a pergunta “quanto custa um vídeo?”. A resposta é: depende do tamanho e complexidade da produção e de todos os elementos envolvidos. Eles determinarão o valor final do serviço.

(…)

Basta lembrar que você normalmente ganha o que você paga. Ao criar conteúdos que determinarão a forma como o público perceberá a sua empresa, certifique-se de contratar profissionais que tenham competência na hora de vender a imagem das empresas.

Matéria originalmente publicada no The Globe and Mail

Autor: Christopher Stasiuk 

Data: 14 de junho 2013

Saiba mais informações sobre a produção de vídeo institucional

Precisa de alguém que o auxilie a produzir um vídeo institucional ou corporativo para a sua empresa? O primeiro passo é conversar com a nossa produtora de vídeo. Estamos prontos para ouvir a sua solicitação.